INFRAESTRUTURAS

No ano de 2005 em que a AdS assumiu a gestão dos Sistemas de Saneamento em Alta do Município da Covilhã existiam 32 Sistemas de Tratamento de dimensão reduzida distribuídos pelas diversas freguesias do Concelho.

Destas 32 ETAR (Estações de Tratamento de Águas Residuais), 19 tinham somente tratamento primário e as restantes tratamento secundário.

Com a implementação do projecto foram construídas 2 ETAR, sendo a de maior dimensão, a da Grande Covilhã, que tem capacidade para servir cerca de 75.000 habitantes equivalentes (inclui indústria), e a ETAR de Unhais da Serra. Das ETAR consignadas foram desativadas 2 ETAR (Boidobra e Ponte Pedrinha).



Além da Operação e Manutenção das diversas infraestruturas que integram a Concessão, o projeto incluía também um up-grade com lagoas de macrófitas em 10 ETAR, e a beneficiação/reabilitação das restantes ETAR.

Foram também construídas 14 fossas sépticas para servir pequenos aglomerados populacionais, não servidos pelas ETAR existentes nas respetivas freguesias.



Com a finalização das obras integrantes do Plano de Investimentos, a Covilhã ficou dotada de 45 Estações de Tratamento, sendo 23 instalações de tratamento secundário (lagoas de macrófitas, lamas ativadas, leitos percoladores e lamas ativadas compactas) e as restantes fossas sépticas. Além das ETAR também existem 3 Estações Elevatórias, estando uma delas localizada no interior da ETAR da Grande Covilhã.

ETAR da Grande Covilhã

Concept by AGS

  • c-linkedin